Hora certa:
 

Atualidades

Estudo do HCor indica que a cirurgia bariátrica pode tratar hipertensão associada à obesidade

Após três anos de acompanhamento, 73% reduziram o número de medicamentos e 35% conseguiram controlar a pressão sem uso de medicamentos
 
Um estudo liderado pelo Instituto de Pesquisa do HCor (IP-HCor) apresentou a cirurgia bariátrica como opção de tratamento para pacientes com obesidade e hipertensão. A pesquisa está sendo conduzida no Brasil e tem duração de 5 anos, com apoio da Ethicon, uma das empresas da família de companhias da Johnson & Johnson.
 
O Gateway foi realizado com 100 pacientes divididos aleatoriamente em dois diferentes grupos: o primeiro, designado a ser submetido à cirurgia bariátrica (Bypass em Y de Roux) e o segundo, manteve o tratamento clínico com medicamentos anti-hipertensivos. Ambos receberam acompanhamento cardiológico e orientação nutricional. O resultado do seguimento de 3 anos do estudo foi publicado no Annals of Internal Medicine, nesta terça-feira (18).
 
A pesquisa mostrou que 73% dos pacientes submetidos ao Bypass reduziram o número de medicações em pelo menos 30% e mantiveram o controle da pressão arterial (<140/90 mm Hg), enquanto no grupo controle esse índice foi de apenas 11%. O seguimento também apontou que 35% dos pacientes que realizaram a cirurgia apresentaram remissão, isto é, mantiveram a pressão controlada sem uso de medicamentos. No grupo controle (sem cirurgia) esse número chegou somente a 2%.
 
Para Carlos Schiavon, cirurgião bariátrico do HCor e pesquisador principal do estudo, o Gateway surge como uma nova proposta para tratar duas doenças simultaneamente. “Além da perda de peso, os pacientes operados apresentam melhora de diversos fatores, entre eles a redução da pressão arterial”, observa.
 
Foram incluídos no estudo pacientes de 18 a 65 anos, com hipertensão, que tomavam dois medicamentos anti-hipertensivos em doses máximas ou mais de duas medicações em doses moderadas. Todos eles tinham Índice de Massa Corpórea (IMC) entre 30 e 39,9, que caracteriza obesidade em graus 1 e 2. Os pacientes foram divididos em dois grupos de forma aleatória (sorteio), com proporção de 1/1 para cada grupo.
 
Todos os pacientes participaram de um programa de aconselhamento, com psicólogos e nutricionistas para redução de peso, diminuição na ingesta de sal e aumento do potássio na alimentação. Exercícios físicos também foram recomendados. 
 
De acordo com o Dr. Alexandre Biasi, diretor do Instituto de Pesquisa do HCor, todos os estudos elaborados pelo IP são focados em temas como: impacto clínico, mudanças de diretrizes nacionais e internacionais, influência em políticas de saúde, melhoria de prática clínica, aplicabilidade prática imediata dentro do cenário de prevenção e tratamento de enfermidades prioritárias. E não foi diferente com o Gateway.
 
Segundo Schiavon, as conclusões da pesquisa reforçam o conhecimento científico sobre os benefícios da cirurgia bariátrica no tratamento de pacientes com obesidade e hipertensão o que, em última instância, ajuda a reduzir o risco de doenças cardiovasculares como infarto e AVC.

UPpharma on-line: publicação dirigida a médicos, prescritores e profissionais da saúde


(11) 5533-5900 – uppharma@uppharma.com.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim UPpharma on-line é de responsabilidade de cada um dos autores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial, sem a expressa autorização da DPM Editora.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail uppharma@uppharma.com.br . Qualquer dúvida, ou dificuldade de navegação, poderá ser atendida pelo serviço de suporte UPpharma on-line pelo e-mail: uppharma@uppharma.com.br

Seu IP: 3.230.143.213 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)