Hora certa:
 

Noticias

Câncer de Rim: a importância de médicos e pacientes tomarem decisões juntos

O Dia Mundial do Câncer de Rim, comemorado em junho, chama a atenção para os tumores renais, cuja recorrência é de 431 mil novos casos por ano mundo afora. Inciativa da International Kidney Cancer Coalition, a IKCC (Coalizão Internacional do Câncer de Rim, em tradução livre), a campanha "Precisamos Falar sobre Opções de Tratamento" é tão clara quanto fundamental, pois é muito importante que médicos e pacientes tomem decisões juntos, algo que acontece no A.C.Camargo.
 
Por que médicos e pacientes não conversam?

A depender das características do paciente -- como sua situação clínica (comorbidades), o estadiamento de seu tumor, sua idade e sua expectativa de vida, por exemplo --, há uma variedade de tratamentos disponíveis.

Segundo o Dr. Stênio de Cássio Zequi, Líder do Centro de Referência de Tumores Urológicos do A.C.Camargo Cancer Center, estudos mostram que há melhores resultados quando médico e paciente tomam a decisão juntos. No entanto, essas decisões compartilhadas não ocorrem com a frequência necessária.

"Entre os motivos, o paciente não pergunta sobre as possibilidades de tratamento porque não sabe que há um leque de opções ou tem medo de incomodar o médico. Já os doutores, muitas vezes, não expõem os diferentes caminhos por acharem que o paciente não vai entender. Precisamos mudar este cenário", explica o especialista.

Opções de tratamento para o câncer de rim

O câncer de rim apresenta diversos graus de agressividade e formas de apresentação, definidas através do estadiamento clínico. Curiosamente, há casos de pacientes que têm tumores que estão no mesmo estadiamento, mas evoluem de forma diferente -- um apresenta boa evolução e o outro, não.

Entre as formas mais comuns de tratamento estão as cirurgias (da convencional à robótica, que garante os melhores resultados), a imunoterapia e as terapias-alvo, por exemplo.

Há ainda tumores renais de agressividade baixa cujo tratamento poderia até ser adiado, mas a equipe e o paciente mantêm a chamada "vigilância ativa", repetindo periodicamente exames de imagem, como tomografia, ressonância ou ultrassom. Depois, reavaliam o caso. Se houver qualquer sinal de progressão, o tratamento é rapidamente realizado.

 
Seis perguntas que todo paciente deveria fazer ao médico

Esta é uma proposta que a IKCC tem para o Dia Mundial do Câncer de Rim. São elas:

• Quais são as minhas opções de tratamento e quais são meus benefícios e riscos?

• Como vou me sentir com este tratamento?

• Quanta experiência você tem com este tratamento?

• Existe algum estudo clínico que eu possa fazer parte?

• Como saberemos se este tratamento está funcionando?

• Posso buscar uma segunda opinião?


Estudos clínicos

Outro ponto importante da campanha são os estudos clínicos, pesquisas que visam descobrir tratamentos inovadores.

O principal objetivo de um estudo clínico é gerar conhecimento médico-científico, protegendo o participante da pesquisa, enquanto busca-se avaliar se o medicamento realmente apresenta a eficácia a que se propõe.

Muitos pacientes não querem participar porque têm medo de serem cobaias, mas não é o caso: além de poderem se beneficiar de um medicamento mais moderno, eles podem sair do estudo quando quiserem.

O médico pode convidar o paciente a participar se notar que ele está dentro dos critérios de elegibilidade para um determinado estudo.

O paciente também pode perguntar diretamente a ele sobre a possibilidade de participar de um estudo.

Para conhecer os estudos clínicos do A.C.Camargo Cancer Center, mande um e-mail para pesquisa.clinica@accamargo.org.br.

Artigos

ver tudo

Banner Snifbrasil

Banner DPM


SnifDoctor é uma publicação

(11) 5533-5900 – dpm@dpm.srv.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim SnifDoctor é de responsabilidade de cada um dos colaboradores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial sem a expressa autorização da DPM.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail editor@snifdoctor.com.br. Qualquer problema, ou dificuldade de navegação poderá ser atendido pelo serviço de suporte SnifDoctor, pelo e-mail dpm@dpm.srv.br

Seu IP: 44.192.47.87 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)