Hora certa:
 

Noticias

Campanha Maio Vermelho - Sociedade Brasileira de Urologia

A quinta edição da Campanha Maio Vermelho, que acontece paralelamente no mês de combate ao tabagismo, é um chamamento da Sociedade Brasileira de Urologia (seccional SP) para alertar sobre os sinais e sintomas que levam à detecção precoce do câncer de bexiga, além de apontar que o tabaco é ainda o principal fator de risco para o aparecimento da doença.
 
A maior incidência de casos é em homens, cerca de 3 a 4 vezes mais do que em mulheres. Mais de 70% dos tumores são diagnosticados após os 65 anos, e a idade média para o diagnóstico é aos 73 anos. Pessoas de raça branca têm aproximadamente duas vezes mais risco de desenvolverem câncer de bexiga.
Dados

No Brasil, segundo dados novos do Instituto Nacional de Câncer, o INCA, mostram o número estimado para cada ano do triênio de 2023 a 2025, que é de 11.370 novos casos, correspondendo a um risco estimado de 5,25 casos a cada 100 mil habitantes, sendo 7.870 casos em homens e 3.500 em mulheres. Segundo o INCA, sem considerar os tumores de pele não melanoma, o câncer de bexiga ocupa a 12ª posição entre os tipos de câncer mais frequentes, e a Região Sudeste apresenta as maiores taxas de incidência estimadas.

Nos Estados Unidos, por exemplo, corresponde a quase 5% de todos os tumores diagnosticados. No mundo, de acordo com levantamento do Global Cancer Observatory, a incidência do câncer de bexiga supera 550 mil novos casos, por ano, e se estima que mais de 1,7 milhão de pessoas estejam vivas enfrentando a batalha contra este câncer.
 
De acordo com o presidente da SBU-SP, Dr. Marcelo Wroclawski, o principal sinal de que algo não vai bem é a presença de sangue visível na urina. Entretanto, em alguns casos, o tumor pode provocar sangramento microscópico, aquele que não dá pra ver, só é identificado no exame de urina. “Qualquer sangramento urinário, quer seja visível, quer seja observado como alteração no exame de urina, não deve ser considerado normal e precisa ser investigado pelo médico, mesmo que ocorra de forma intermitente”, alerta o urologista.
 

UPpharma on-line: publicação dirigida a médicos, prescritores e profissionais da saúde


(11) 5533-5900 – uppharma@uppharma.com.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim UPpharma on-line é de responsabilidade de cada um dos autores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial, sem a expressa autorização da DPM Editora.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail uppharma@uppharma.com.br . Qualquer dúvida, ou dificuldade de navegação, poderá ser atendida pelo serviço de suporte UPpharma on-line pelo e-mail: uppharma@uppharma.com.br

Seu IP: 34.239.170.244 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)