Hora certa:
 

Noticias

Como funciona a artroplastia na coluna: a troca de um disco intervertebral por outro totalmente artificial

A artroplastia de disco é o nome do processo cirúrgico para a substituição de uma articulação doente por uma artificial, também conhecida como prótese de disco. O objetivo do procedimento é devolver à estrutura afetada sua funcionalidade original, ou seja, sem perda de mobilidade e retorno à realização de atividades do cotidiano.

Segundo o Dr. André Evaristo Marcondes, ortopedista e especialista em coluna do Núcleo de Medicina Avançada do Hospital Sírio-Libanês, o processo envolve a coluna vertebral, que é composta por vértebras e discos entre elas. "Os discos intervertebrais têm a função de absorver os impactos gerados por movimentos e posturas a fim de minimizar danos à coluna. Tal função, no entanto, causa prejuízos a essa estrutura ao longo do tempo, como: degeneração discal, hérnias de maior gravidade, protrusão e espondilose", comenta o especialista.

Na especialidade de ortopedia da coluna, a artroplastia é a troca do disco intervertebral que pode ser realizada tanto na área cervical (região do pescoço), quanto na lombar (região do abdômen).

Uma das vantagens da artroplastia é colaborar com o pós-operatório do paciente. Em uma pesquisa publicada na Revista da Coluna, da Sociedade Brasileira de Coluna (SBC), foram analisados três tratamentos para degeneração dos discos cervicais em 24 pacientes e revelou que o processo é a opção que mais colabora com a qualidade de vida dessas pessoas.

Na ocasião, foram observados parâmetros de limitação do aspecto físico, estado geral da saúde, vitalidade, limitação do aspecto emocional, saúde mental e aspectos sociais. “Trata-se de um procedimento minimamente invasivo, por isso expõe menos o paciente aos riscos inerentes do processo cirúrgico e reflete também em uma recuperação mais rápida”, comenta o cirurgião de coluna.

Diagnóstico precoce evita complicações

As patologias que acometem os discos podem causar compressão de nervos e prejudicar movimentos de braços, pernas, além de uma série de desordens, como: dores de cabeça, fraqueza muscular, perda de sensibilidade nos membros superiores e inferiores, incontinência urinária e intestinal, entre outros.

O diagnóstico precoce evita que a doença evolua até chegar aos pontos incapacitantes. Por isso, é importante procurar ajuda médica ao sentir dor na coluna.

“A adoção de hábitos saudáveis com exercícios físicos, pode colaborar com a prevenção de doenças da coluna, bem como para sua restauração. Mas se houver a necessidade de tratamento, o médico especialista vai indicar a opção mais adequada ao paciente, de acordo com cada caso”, finaliza o Dr. André Evaristo.

 

UPpharma on-line: publicação dirigida a médicos, prescritores e profissionais da saúde


(11) 5533-5900 – uppharma@uppharma.com.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim UPpharma on-line é de responsabilidade de cada um dos autores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial, sem a expressa autorização da DPM Editora.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail uppharma@uppharma.com.br . Qualquer dúvida, ou dificuldade de navegação, poderá ser atendida pelo serviço de suporte UPpharma on-line pelo e-mail: uppharma@uppharma.com.br

Seu IP: 44.223.39.67 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)