Hora certa:
 

Noticias

A obesidade e as complicações cardiovasculares é o tema central da Revista da SOCESP

“A obesidade e o diabetes têm importante repercussão na mortalidade e morbidade, contribuindo para o agravamento da maioria dos fatores de risco cardiovascular”, ressalta o diretor científico da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, Miguel Antônio Moretti.

O excesso de peso atinge mais de 1,9 bilhão de pessoas em todo o mundo, com uma prevalência que triplicou desde 1975. No Brasil, em adultos maiores de 18 anos, o excesso de peso chega a 60% e a obesidade atinge 26%. Já o diabetes do tipo 2, mais comum na população acima do peso, sedentária e com hábitos de alimentação não saudáveis, afeta 463 milhões de adultos, número que deve aumentar para 578 milhões até 2.030.

“O excesso de peso resultante de fatores genéticos, comportamentais e socioeconômicos, tornou-se uma preocupação global e por conta deste cenário dedicamos uma edição inteira da revista científica da SOCESP para amplificar o entendimento do tema”, explica o diretor científico Miguel Antonio Moretti, que foi o editor-chefe da publicação “Epidemiologia da obesidade e suas complicações cardiovasculares” com os coeditores Antonio Carlos P. Chagas e Francisco H. Fonseca.

Miguel Antonio Moretti lembra que a obesidade e o diabetes já são pandemias nos países desenvolvidos e em desenvolvimento tendo importante repercussão na mortalidade e morbidade, contribuindo para o agravamento da maioria dos fatores de risco cardiovascular, doença coronariana, insuficiência cardíaca e fibrilação atrial.

A Revista da SOCESP aborda que o tratamento da obesidade não apenas melhora a saúde metabólica, mas também impacta positivamente no controle do diabetes. “A cirurgia bariátrica e as terapias com medicamentos são promissoras e necessárias em significativa parcela dos casos”, conta o diretor científico. Mas Miguel Antonio Moretti também ressalta os estudos citados na publicação que focados em mudança de estilo de vida com a intervenção de equipe multidisciplinar na orientação para prática regular de atividade física e seguimento de padrão alimentar adequado resultou em perda de peso e melhora nos fatores de risco cardiovascular. “As mudanças de estilo de vida devem ser sustentadas no longo prazo”, pontua o cardiologista, além de citar a importância de medidas de políticas de saúde pública que contribuam efetivamente para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT).

A edição da Revista da SOCESP contempla dez artigos e dois relatos de casos médicos, sete artigos multiprofissionais dos Departamentos de Enfermagem, Educação Física, Farmacologia, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia e Serviço Social.

UPpharma on-line: publicação dirigida a médicos, prescritores e profissionais da saúde


(11) 5533-5900 – uppharma@uppharma.com.br
O conteúdo dos artigos assinados no site e no boletim UPpharma on-line é de responsabilidade de cada um dos autores. As opiniões neles impressas não refletem, necessariamente, a posição desta Editora.
Não é permitida a reprodução de textos, total ou parcial, sem a expressa autorização da DPM Editora.
Informações adicionais poderão ser solicitadas pelo e-mail uppharma@uppharma.com.br . Qualquer dúvida, ou dificuldade de navegação, poderá ser atendida pelo serviço de suporte UPpharma on-line pelo e-mail: uppharma@uppharma.com.br

Seu IP: 3.230.143.213 | CCBot/2.0 (https://commoncrawl.org/faq/)